Ensaio Lagoa de Dentro

Aline Faustino

Aline Faustino me convidou para registrar umas simples imagens suas. Os registros aconteceram na cidade de Lagoa de Dentro, em um muro recentemente pintado nas cores amarelo e branco. Segundo o site significados.com "A cor amarela significa luz, calor, descontração, otimismo e alegria. O amarelo simboliza o sol, o verão, a prosperidade e a felicidade. É uma cor inspiradora e que desperta a criatividade. Estimula as atividades mentais e o raciocínio." Enquanto a "cor branca significa paz, pureza e limpeza. É também chamada de "cor da luz" porque reflete todas as cores do espectro." 

Propositadamente solicitei que Aline vestisse rosa e que levasse uma sombrinha, pois naquele dia chovia, e para termos cores harmoniosas, a preferência seria de que a sombrinha pudesse ser rosa. E assim foi feito. Mas por quê rosa? A "Cor-de-rosa significa romantismo, ternura, ingenuidade e está culturalmente associada ao universo feminino. Aliás, outras características como beleza, suavidade, pureza, fragilidade e delicadeza manifestadas pela cor rosa, geralmente, são também atribuídas às mulheres."

E, estudando sobre composições com as cores, entendi que se juntasse a cor rosa com as cores amarela e branco teríamos imagens harmoniosas que transmitiam bastante da personalidade da moça fotografada.

Para não perder de vista os poemas que tenho aqui transcrito de grandes autores, hoje trago para vocês o poema de Álvares de Azevedo, Minha Musa. Não deixe de ler.

Lira dos Vinte Anos

Segunda Parte


Minha musa é a lembrança

Dos sonhos em que eu vivi,

É de uns lábios a esperança

E a saudade que eu nutri!

É a crença que alentei,

As luas belas que amei

E os olhos por quem morri!


Os meus cantos de saudade

São amores que eu chorei,

São lírios da mocidade

Que murcham porque te amei!

As minhas notas ardentes

São as lágrimas dementes

Que em teu seio derramei!


Do meu outono os desfolhos,

Os astros do teu verão,

A languidez de teus olhos

Inspiram minha canção...

Sou poeta porque és bela,

Tenho em teus olhos, donzela,

A musa do coração!


Se na lira voluptuosa

Entre as fibras que estalei

Um dia atei uma rosa

Cujo aroma respirei...

Foi nas noites de ventura,

Quando em tua formosura

Meus lábios embriaguei!


E se tu queres, donzela,

Sentir minh'alma vibrar,

Solta essa trança tão bela,

Quero nela suspirar!

E dá repousar-me teu seio...

Ouvirás no devaneio

A minha lira cantar!


Se você leu tudinho o que aqui foi descrito, Parabéns! Você além de está curioso para visualizar as lindas fotos de Aline é também um leitor ávido. Então, vamos às fotos. Espero que atenda as suas expectativas. 

Posso te fazer um pedido? - Espero que sim, e desde já agradeço. Deixa teu comentário no campo destinado para tal logo abaixo da última imagem.

Amplexos fraternos!